Buscar
  • Henrique Correia

Buscas da PJ chegaram à sede do PS-M para recolha de documentos

A revista Sábado revela que estão em investigação "eventuais crimes de participação económica em negócio, corrupção ativa, corrupção passiva, tráfico de influências e abuso de poder"


A revista Sábado continua a divulgar pormenores relacionados com o processo envolvendo quatro câmaras municipais sob liderança do Partido Socialista, alegadamente por existência de dúvidas sobre determinados ajustes diretos a empresas. Funchal, no tempo de Paulo Cafofo, hoje líder socialista madeirense, Machico, Ponta do Sol e Porto Moniz foram os alvos das investigações por parte dis inspetores da PJ. Agora, as buscas chegaram à sede do próprio PS Madeira.

A publicação revela que os agentes da Judiciária procuraram faturação posterior a 2017, sendo que, mesmo antes desta operação na sede, o lider Paulo Cafôfo já tinha manifestado disponibilidade do partido para colaborar com a Justiça no apuramento dis factos.

O inquérito está a cargo do DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Lisboa e não foram ainda constituídos quaisquer arguidos, apesar de estar em avaliação as respetivas lideranças autárquicas. Em causa, segundo a revista, estão eventuais crimes de participação económica em negócio, corrupção ativa, corrupção passiva, tráfico de influências e abuso de poder. Recorde-se que ainda relacionado com as buscas às câmaras, presidente da Autarquia funchalense também reagiu, de imediato, disponibilizando toda a colaboração com as autoridades nesta investigação.

19 visualizações