Buscar
  • Henrique Correia

Câmara do Funchal "emenda" e faz vendedor de fruta voltar a espaço requalificado



Agora, é intervir onde é preciso para fazer voltar o Funchal, pelo menos ao que era antes da pandemia, também em articulação com o Governo na procura do melhor enquadramento social.




Era uma situação inevitável em função do cenário que vinha sendo observado nos últimos tempos. A intenção de requalificar o espaço no Largo do Phelps, onde antes acolhia um vendedor de fruta, no âmbito das obras que levaram ao encerramento da Rua Dr. Fernão de Ornelas ao trânsito automóvel, apresentava-se positiva, com bancos que pretendiam ser de descanso aprazível por parte de residentes e turistas, mas que rapidamente foram ocupados pelos sem abrigo, sendo que não raras vezes os comerciantes assistiam a cenas de discussões frequentes e às vezes pancadaria.

Hoje, quem passa nota a diferença e foram muitos os que manifestaram a sua satisfação pelo facto do vendedor de fruta ter regressado a esse espaço, para onde tinha concessão inicial, depois de ter feito negócio numa área junto ao passeio da Fernão de Ornelas.

Sem dúvida que este "emendar" de mão da Autarquia, indo ao encontro de muitas queixas sobre a degradação de imagem de um espaço requalificado há tão pouco tempo, corresponde aos anseios do comerciante e de todos os que se habituaram a ver aquela zona como nobre da cidade, desde sempre, até na altura em que as floristas ofereciam o seu produto aos turistas, mas também aos madeirenses.

Para a Câmara, fica a necessidade, como se viu, de dar resposta ao que é visível a todos. Agora, é intervir onde é preciso para fazer voltar o Funchal, pelo menos ao que era antes da pandemia, também em articulação com o Governo na procura do melhor enquadramento social da cidade.

27 visualizações

Posts recentes

Ver tudo