Buscar
  • Henrique Correia

Câmara do Funchal vai fazer 41 contratações


São 30 cantoneiros, 10 motoristas de pesados e 1 arquiteto.



Ao todo são 41 novos postos de trabalho na Câmara do Funchal, 30 cantoneiros, 10 motoristas de pesados e um arquiteto. A revelação foi feita pelo presidente da Autarquia no final da reunião semanal.

Pedro Calado explicou estes dois "procedimentos concursais", que a autarquia vai abrir, com o "foco na limpeza urbana", já que o objectivo é ter «uma cidade limpa, queremos uma cidade com condições para privilegiar o ambiente, a segurança, o bem-estar da população, uma cidade asseada», daí o reforço do quadro de cantoneiros.

«Paralelamente», a este procedimento concursal para 30 cantoneiros de limpeza, o presidente da CMF, destacou «mais dez postos de trabalho, para motoristas de pesados», porque se verificou ser esta uma «área» em que havia lacunas, dado haver «cada vez mais pessoas a se reformarem», existindo, pois, «necessidade, sobretudo para trabalharem na recolha do lixo e em outros serviços de salubridade e do ambiente».

Outra contratação que a CMF irá efectuar é a de um Técnico Superior, formado em Arquitectura, para o Urbanismo, indo a autarquia recorrer a "uma reserva de recrutamento", dado já ter sido aberto concurso anteriormente.

Esta contratação, como explicou, visa "desenvolver bem a cidade e dar uma resposta célere" aos processos que dão entrada na autarquia.

Pedro Calado abordou ainda o 25 de Abril, adiantado que, no âmbito da celebração deste ano, da Revolução dos Cravos, a CMF vai organizar um encontro-conferência de várias gerações, quer anteriores à data, quer posteriores, para assinalar a efeméride.

3 visualizações