Buscar
  • Duarte Azevedo

C.F. União tem de cumprir regra de 13 madeirenses em 18 convocados


Norma da DRD nos apoios às equipas do Campeonato de Portugal.


É uma das regras incluídas no apoio por parte da DRD para as equipas madeirenses que militam no Campeonato de Portugal: em cada ficha de jogo têm de figurar 13 madeirenses - ou considerados como tal - nos 18 inscritos. Situação que até agora o C.F. União não tinha de cumprir pois há um regime excecional, ou transitório se se quiser, para o clube que esteve anteriormente, e em tempo recente, na competição profissional. O que é compreensível pois, por vezes, há compromissos assumidos que terão de ser cumpridos. Passado esse período, o C.F. União junta-se a Câmara de Lobos e Camacha nessa obrigação, caso não queira ser penalizado nos apoios prestados pelo Governo Regional - cada elemento a mais implica um determinado corte. Tal implica, repete-se, ter apenas 25% de jogadores não-madeirenses ou não formados localmente. Quer dizer, para além dos nascidos na Madeira, incluem-se no lote dos 'madeirenses' os atletas que tenham formação em clubes da Região, nomeadamente fazendo três épocas consecutivas na Madeira antes dos 23 anos. Perante este dado, e já com um plantel incapaz de corresponder neste âmbito, é natural que os responsáveis unionistas tenham de fazer uma remodelação no lote de jogadores ao dispor de Duarte Correia. Acresce que o Marítimo B não está sujeito a esta norma uma vez que esta equipa não recebe apoio do Governo Regional da Madeira.


12 visualizações

Posts recentes

Ver tudo