Buscar
  • Henrique Correia

Caderno eleitoral da AFM vai contra estatuto aprovado há dois anos - coloca 32 votos a mais



Nem é necessário ser jurista ou ter qualquer formação em Direito para constatar uma data de aberrações, vá lá se saber com que intençõe

Já se percebeu, até os mais distraídos, uma série de contradições nas eleições para a Associação de Futebol da Madeira que vão decorrer amanhã. E, atenção, nem é necessário ser jurista ou ter qualquer formação em Direito para constatar uma data de aberrações, vá lá se saber com que intenções... Há mais exemplos mas aqui fica um. Inicialmente no Caderno Eleitoral não constavam três coletividades que, entretanto, já estão no chamado Caderno Eleitoral (Retificado) apresentado há dias pela AFM. São essas a Escola de Futebol João Inácio (8 votos), Vermelhimponente AD (11 votos) - é um nome estranho mas existe mesmo, nasceu em Julho de 2019 e trata-se da representação oficial do Escola de Futebol do Benfica na Madeira, com os escalões dos Sub-5 aos Sub-11 - e a Associação Desportiva União da Madeira (32 votos). Ora bem, se no caso das duas primeiras agremiações a retificação era necessária, já quanto à Associação Desportiva União da Madeira (ADUM) é contrário aos Estatutos da AFM aprovados em 28 de Dezembro de 2018 - faz hoje dois anos - figurar no Caderno Eleitoral. E logo, a coisa não foi feita por menos, com direito a 32 votos! Leia-se o que está nos Estatutos sobre distribuição de votos: 'Para efeitos da representatividade dos sócios efetivos o número de votos de cada clube será obtido de acordo com a soma dos votos em que se inscreverem em cada época desportiva, para vigorar na época desportiva imediatamente a seguir'. Vamos sublinhar: '...para vigorar na época desportiva imediatamente a seguir'. Como é público, a ADUM ainda não participou em qualquer jogo ou competição na medida em que se inscreveu somente nesta época de 2020/2021. Digam lá?, é necessário ser jurista para ver que isto está errado?! (em anexo, a passagem dos Estatutos referidos)


4 visualizações