Buscar
  • Henrique Correia

Cafôfo quer fazer de Santa Cruz mais do que um anexo do Funchal


Um novo começo" é o que propõe a candidatura de Mafalda Gonçalves.




Mafalda Gonçalves apresentou, hoje, publicamente, a sua candidatura à presidência da Câmara Municipal de Santa Cruz – com o lema “Um Novo Começo” – esperando contar "com a confiança da população para concretizar todo o potencial do concelho em ações concretas, que se traduzem em mais emprego, desenvolvimento sustentável e qualidade de vida", sublinha uma informação do partido.

“É com grande humildade e sentido de responsabilidade que assumo este desafio. Sou uma mulher de ação e sei que posso contribuir para melhorar a qualidade de vida em Santa Cruz”, começa por sublinhar a candidata, natural do Rochão de Cima, na Freguesia da Camacha.

Mafalda Gonçalves destaca que está no projeto “pelas pessoas que vou” e por “acreditar que Santa Cruz pode ser um concelho com mais investimento, com mais cultura, com mais desporto”.

A candidata destaca que o principal adversário é o desemprego, lembrando que na semana passada, foi notícia a ascensão galopante do desemprego naquele município.

“É para combater o desemprego que defendemos que devem ser criadas medidas de atratividade de empresas para o concelho que sejam geradoras de emprego. Não só para aqueles que ficaram sem trabalho, mas também para os nossos jovens, para que possam se fixar em Santa Cruz, constituir família e prosperar na terra que os viu nascer”, aponta

O presidente do PS Madeira acredita que Santa Cruz pode ser muito mais do que um “anexo do Funchal”, ou uma zona dormitório, através de políticas que criem condições para atrair mais investimento, com mais emprego e oportunidade, fatores que contribuirão ativamente para a diminuição das assimetrias sociais existentes no concelho.

7 visualizações