top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Cafôfo volta a ser candidato à liderança do PS Madeira


"Será a causa da minha vida", revela no anúncio de candidatura feito através do Diário.




O anúncio é feito através do Diário. Paulo Cafôfo volta a ser candidato à liderança do PS-Madeira e revela essa disponibilidade como "a causa da minha vida" em declarações ao matutino. Um dia depois do atual líder Sérgio Gonçalves ter anunciado que não será recandidato.

Cafôfo quer liderar um projeto de mudança política na Madeira e pretende fazê-lo com tempo para preparar o futuro. O atual secretário de Estado das Comunidades aposta na experiência política e sobretudo no facto de ter conseguido, em 2019, o melhor resultado do PS em eleições regionais, retirando pela primeira vez a maioria absoluta ao PSD e elegendo 19 deputados no Parlamento Madeirense, que na gestão de Sérgio Gonçalves foram agora reduzidos a 11.

Cafôfo diz ao Diário que a "obscenidade de atitudes" e o vender de ideais para perpetuar o poder", por via do acordo PSD/PAN, fizeram com que acelerasse esta candidatura em nome da mudança.

Cafôfo diz estar preparado para o combate político e para ter a sua função de secretário de Estado como arma de arremesso. E pretende que o congresso do partido, inicialmente para o início do próximo ano, seja antecipado o final deste ano.

Recorde-se que Paulo Cafôfo assumiu a liderança do PS-M e desempenhou-a com alguma tensão interna, sobretudo por parte da máquina mais conservadora do partido. Enfrentou alguns problemas, o que de resto foi comum a todos os líderes socialistas, que de uma forma ou de outra tinham contestação face à falta de resultados ao longo de quase meio século de domínio do PSD, suportado desde 2019 pelo CDS e na próximo mandato pelo PAN na sequência de um acordo de incidência parlamentar.



20 visualizações

Comments


bottom of page