Buscar
  • Henrique Correia

Calado acredita que 2022 será um ano melhor para a economia


A easyJet "apresentou crescimento notável no transporte de passageiros para a Região".



O presidente da Câmara do Funchal apresentou hoje alguns números relativamente ao turismo, designadamente

ligados a 2018 e 2019, onde a cidade do Funchal representou entre 64% a 76% do número de hospedes e dormidas de toda a Região.

Em termos de estabelecimentos hoteleiros, "a representatividade chegou quase aos 50% e em termos de proveitos totais de turismo, a economia da cidade do Funchal registou quase 70% dos proveitos totais". Segundo Pedro Calado, "estes indicadores demonstram toda a dinâmica e o impacto que o turismo tem para a cidade do Funchal.

Em 2020 e 2021, acrescentou, "houve um impacto negativo de quase 70 %, o que é muito significativo para a nossa economia. Devido ao esforço e ao empenho do Governo Regional no combate à pandemia nos últimos dois anos, estamos em crer que reunimos condições para termos em 2022 um ano melhor".

O autarca falava na sessão de abertura da `masterclass', promovida pela easyJet, subordinada ao tema 'Recuperação do Turismo'.

A companhia low cost apresentou no Funchal o crescimento notável no transporte de passageiros para a Região, garantindo que, se conseguir aumentar os slots no País e que vai reforçar a sua capacidade de transporte inclusive para a Madeira, revela uma nota do gabinete de comunicação da Autarquia.

4 visualizações