top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Calado está "ciente" que há um problema de casas para jovens casais



Presidente da Câmara do Funchal alerta para o aproveitamentodas verbas do PRR face à realidade: "A Madeira registou nos últimos anos um crescimento muito acentuado do valor, por m2, para aquisição e arrendamento de habitação".




A preocupação do presidente da Câmara do Funchal foi hoje manifestada na 1ª Convenção APEMIP (Associação Profissional representativa dos mediadores imobiliários), evento que reuniu em Lisboa, no Centro Cultural de Belém, cerca de 800 agentes, mediadores e consultores imobiliários em Portugal. Pedro Calado alerta que "é preciso aproveitar muito bem as verbas do PRR para ajudar os casais jovens e as pessoas que mais necessitam".

O autarca refere que "a Madeira registou nos últimos anos um crescimento muito acentuado do valor, por m2, para aquisição e arrendamento de habitação". O presidente da CM Funchal "está bem ciente dessa realidade", refere uma nota da Autarquia, trazendo o problema de forma objetiva depois de uma opinião dominante em que face ao luxo das habitações temos uma solução de custos controlados. Que obviamente é solução insuficiente ainda que positiva

Para o presidente da Câmara Municipal do Funchal, era importante que a União Europeia se debruçasse sobre estas e outras questões, nomeadamente as taxas de juro, de forma diferenciada e tendo em conta as especificidades de cada estado membro e com as diferentes realidades socio-económicas de cada país e/ou Região. “Não podemos olhar de forma igual para aquilo que é intrinsecamente diferente”, advertiu.

Do lado da governação, como explica, o caminho, "da nossa parte, enquanto governantes" deve ser termos o foco "no aumento dos rendimentos das famílias, para que possam acompanhar este ajustamento do mercado habitacional, e aproveitar muito bem as verbas do PRR para colmatar as necessidades dos casais jovens e daqueles que mais necessitam".


7 visualizações
bottom of page