Buscar
  • Henrique Correia

Calado foi dizer aos jovens que quer dar o que o Funchal não tem: dinamismo


O "trânsito caótico", sobretudo em horas de ponta, e a construção da ciclovia na Estrada Monumental, são preocupações da juventude.



Pedro Calado foi "tentar medir o pulso" à juventude relativamente ao projeto para a cidade do Funchal, onde como se sabe o vice presidente é candidato pela Coligação PSD/CDS.

O cabeça-de-lista da candidatura 'Funchal Sempre à Frente' encontrou-se, ao final da tarde desta quinta-feira, no cais do Funchal, com um grupo de cerca de 40 jovens.

Segundo uma nota da candidatura "os jovens manifestaram preocupações em diversas áreas, desde o nível da mobilidade às acessibilidades no centro do Funchal. Apontaram o "trânsito caótico", sobretudo em horas de ponta, bem como a construção da ciclovia na Estrada Monumental.

"Os jovens quiseram saber ainda que propostas a candidatura da coligação PSD/CDS apresenta tendo em vista a criação de emprego, apoios à habitação, resolução de problemas como a insegurança, a delinquência, o abandono de animais, a poluição do mar nas zonas balneares, bem como as falhas na limpeza das ruas, na recolha de lixo e na programação de eventos culturais e desportivos", acrescenta a minha informação.

Pedro Calado saiu do encontro satisfeito por sentir que os jovens "não estão arredados" dos grandes problemas da cidade do Funchal. "Quero em conjunto com os jovens encontrar as melhores soluções para os problemas aqui identificados", refere.

O candidato assumiu que tem uma equipa preparada para fazer uma gestão autárquica simples, próxima dos jovens, para que possam ter um futuro melhor e sustentável quer ambiental, econômica e financeira, social, cultural e desportiva. "Nós queremos dar outro movimento e dinamismo à cidade, que hoje não existe", prometeu Pedro Calado.

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo