Buscar
  • henriquecorreia196

Calado pede à Europa que dê voz as Regiões e "leva" queixas contra Lisboa


Pedro Calado deixou um pedido para que fossem criados “instrumentos de ajuda específicas ou que, pelo menos, façam incluir as regiões autónomas na discussão e preparação desses planos nacionais


O vice presidente do Governo Regional lançou hoje, para a Europa ouvir, durante uma intervenção no Fórum  das Regiões, criticas ao Governo da República pela falta de uma resposta efetiva à Região, relativamente às medidas de prevenção resultantes da pandemia.

Calado expôs que "com a pandemia e o seu efeito devastador na economia e no turismo, a Região viu-se confrontada com a necessidade de tomar medidas preventivas urgentes, como o encerramento do aeroporto e do porto aos cruzeiros, que contribuíram, também, para uma maior eficácia no combate à propagação da COVID-19. Como prova disso, não tivemos, até ao momento, qualquer vítima mortal e o número de pessoas a necessitar de cuidados intensivos devido a esta doença é também muito baixo”.

O vice do governo madeirense  lembrou que "a União Europeia tem dois instrumentos de apoio muito adequados aos Estados-membros, como é o caso da negociação do Quadro Financeiro Plurianual e do Next Generation, que se traduz, em Portugal, no Plano Recuperação e de Resiliência", apontando que "nestes apoios, que têm sido concedidos aos países, não estão a ter em conta as especificidades das regiões ultraperiféricas, ou seja, no caso das regiões autónomas vão ficar dependentes das decisões de cada Estado-membro”.

Tudo porque até ao momento, disse, “não tem sido um bom sinal aquele que tem sido dado pelo Estado Português que, ao preparar o Plano Recuperação e de Resiliência, pura e simplesmente ignorou as regiões autónomas, omissão que levou o Governo Regional a apresentar a sua posição sobre o documento e deixar alguns contributos”.


2 visualizações