top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Calado prometeu Bienal mas Confiança diz que só se for de "mentiras"


Oposição na Câmara do Funchal aponta o sucessivo adiamento da promessa: "Julgando que andamos todos distraídos, eis que Pedro Calado voltou a anunciar⁵ como novidade que "em 2024 vamos pôr em marcha a realização da Bienal de Artes no Funchal".




A equipa da Confiança denunciou, à margem da Feira do Livro, o que considera ser uma ‘Bienal de Mentiras’ da actual maioria PSD/CDS que gere a Câmara Municipal do Funchal.

"Todos nos recordamos do extenso rol de promessas com que o candidato Calado intoxicou os funchalenses durante o ano de 2021. Uma delas aconteceu há quase 2 anos e, segundo uma notícia do DN de Abril de 2021, prometia¹ uma "Bienal Internacional de Arte já em 2022", refere uma nota dos vereadores da oposição camarária.

"Uma semana depois das eleições, ainda antes da tomada de posse, num périplo pelos diversos serviços municipais, a candidatura anunciava² que "o presidente eleito da Câmara do Funchal, Pedro Calado, pretende realizar uma Bienal Internacional de Arte na cidade em 2022". Por ocasião da 47º Feira do Livro no final de Outubro de 2021, o novo edil garantia³ que “a partir de 2022 vamos ter mesmo, no Funchal, a Bienal Internacional de Arte"", sublinha a coligação.

Esta semana, por ocasião da visita ao Funchal do Ministro da Cultura, julgando que andamos todos distraídos, eis que Pedro Calado voltou a anunciar⁵ como novidade que "em 2024 vamos pôr em marcha a realização da Bienal de Artes no Funchal".

“Dois anos depois de ter começado a disparar promessas sobre os funchalenses, a única realização do actual presidente é uma Bienal de Mentiras no Funchal".



3 visualizações

Comments


bottom of page