Buscar
  • Henrique Correia

Calado quer "lobby" político para defender a Zona Franca da Madeira em Bruxelas


O Centro Internacional de Negócios da Madeira tem, presentemente, mais de 6.000 postos de trabalho e contribui com 12% a 15% das receitas fiscais da Região.





A mensagem foi passada pelo vice-presidente do Governo Regional na entrega de Prémios Ambientais da Zona Franca da Madeira, cerimónia que decorreu no Caniçal e que premiou e distinguiu várias empresas.

Numa nota publicada nas plataformas digitais do Governo, Pedro Calado defendeu "a importância de a Região criar um “lobby” político que defenda os interesses da ZFM em Bruxelas".

O vice salientou a importância de a Madeira e a Zona Franca da Madeira não ficarem para trás, já que nesta matéria todas as praças financeiras internacionais fazem “lobby”.

Como relembrou o vice-presidente do Governo Regional nesta entrega de Prémios Ambientais ZFM, que premiou três empresas pelo seu desempenho ambiental e distinguiu outras cinco pela distinção máxima no cumprimento dos critérios ambientais, o Centro Internacional de Negócios da Madeira tem, presentemente, mais de 6.000 postos de trabalho e contribui com 12% a 15% das receitas fiscais da Região.


5 visualizações