Buscar
  • Henrique Correia

Calado quer parceria com patrões para dar esperança de trabalho aos jovens


Pedro Calado traçou como objetivo trabalhar em conjunto com os estabelecimentos de ensino e as entidades patronais.




Bem diz o ditado que a última coisa a perder é a esperança. É no fundo o que acontece à juventude quando procura o primeiro emprego, espera e desespera. Mas esta terça-feira o presidente da Câmara avançou com uma solução: fazer parceria com as entidades patronais para dar esperança de trabalho aos jovens. Já é um ponto de partida.

Pedro Calado traçou como objetivo trabalhar em conjunto com os estabelecimentos de ensino e as entidades patronais para dar esperança de trabalho à juventude. “Queremos criar uma oportunidade de emprego para os nossos jovens, queremos criar oportunidades na parte da cultura, também no desporto, na parte da construção de uma sociedade mais homogénea, mais amiga e mais positiva”, referiu, sublinhando, que esta distinção representa o principio de um grande caminho.

O autarca apelou aos jovens a olharem sempre com um espírito crítico e construtivo. "Não precisamos de mais críticas destrutivas. Para coisas cinzentas e negativas, já andam muitas aves por aí a pairar”, afirmou.

As declarações firam feitas no âmbito da entrega do Prémio Infante D. Henrique, nas categorias Bronze, Prata e Ouro a 37 jovens do Funchal, numa cerimónia que teve lugar na sala da Assembleia Municipal.

Foram premiados 7 alunos da Escola da Apel, com 7 medalhas de Bronze, 7 de Prata e 6 de Ouro. Aos alunos da Escola Jaime Moniz foram entregues 15 medalhas de Prata e 2 de Ouro. 2 alunos da Escola Secundária Francisco Franco receberam medalhas de prata.


5 visualizações