Buscar
  • Henrique Correia

Calado usa os números para explicar ajuste direto na Zona Franca


"Durante os 30 anos, entre 1987 e março de 2017, para um valor de investimento da Região Autónoma da Madeira de 940 mil euros, a Região recebeu quase 68 milhões de euros”



Num contexto em que decorre um processo de averiguação à concessão da Zona Franca, envolvendo buscas em vários departamentos do Governo Regional, embora sem constituição de arguidos, o vice presidente do Governo foi hoje ouvido na Assembleia no âmbito da Comissão Eventual de Inquérito sobre «O Contrato de Concessão de Serviços Públicos denominado “Administração e Exploração da Zona Franca da Madeira ou Centro Internacional de Negócios da Madeira” e a aquisição de capital social da Sociedade de Desenvolvimento da Madeira, SA».

“Durante os 30 anos, entre 1987 e março de 2017, para um valor de investimento da Região Autónoma da Madeira de 940 mil euros, a Região recebeu quase 68 milhões de euros”, começou por explicar o governante aos deputados madeirenses”.

O vice-presidente do Governo Regional da Madeira referiu que foi devido “a este sucesso que foi feito o ajuste direto” (em 2017), para quatro anos. Em 2017 a Região fez o aumento de capital no valor de 1,75 milhões de euros e “recebe no espaço de quatro anos 10,6 vezes o montante do investimento que fez, ou seja, recebe 18,5 milhões de euros”, revelou Pedro Calado.

7 visualizações