Buscar
  • Henrique Correia

Cancelada entrega de prémio a Jardim no Dia da Assembleia Regional


Impossibilidade por parte do galardoado leva ao cancelamento da cerimónia, no Dia da Assembleia Regional, que tinha a presença do Presidente da República.




Alberto João Jardim está indisponível para receber, a 19 de julho, Dia da Assembleia Regional, o prémio Emanuel Rodrigues, instituído pela primeira vez e que lhe foi atribuído recentemente. O antigo presidente do Governo Regional ia receber o galardão das mãos do Presidente da República e do presidente da Assembleia.

Desconhecem-se as razões desta impossibilidade, mas a mesma surge numa conjuntura de crítica forte de Jardim a Marcelo, recentemente, na apresentação do candidato do PSD/CDS à Junta de São Martinho. Ali, Jardim alertou para os "anos difíceis que se avizinham, para os quais contribuem a covid e a posição de Lisboa. “Nunca tivemos uma dupla tão ferreamente anti-autonomia como este PS e este Presidente da República."

Recorde-se que a 15 de julho, o Júri do Prémio Emanuel Rodrigues, galardão instituído pela Assembleia Legislativa da Madeira, selecionou Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim como vencedor da primeira edição deste prémio. O Júri, composto por Rubina Leal, na qualidade de presidente do mesmo, José Júlio Fernandes e Madalena Nunes, deliberou por unanimidade atribuir a distinção ao ex-presidente do Governo Regional da Madeira.

O “Prémio Emanuel Rodrigues”, que tem o nome do primeiro presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, tem como objetivo distinguir cidadãos e/ou instituições que tenham efetuado trabalhos no âmbito académico, literário, histórico, científico, artístico ou jornalístico, que relevem a importância da Autonomia e da identidade regional. De acordo com o regulamento deste galardão, seis entidades, nomeadamente o Governo Regional da Madeira, a Universidade da Madeira, a Associação de Municípios da RAM, a Associação de Promoção da Madeira, a Delegação Regional da Madeira da Sociedade Portuguesa de Autores e a Direção Regional do Sindicato dos Jornalistas, apresentaram oito propostas, cabendo ao júri analisar os cidadãos e instituições propostos.















24 visualizações