Buscar
  • Henrique Correia

Candidato socialista quer Plano de Requalificação Urbana para o Porto Santo


"A ilha cresceu de forma dispersa sem planeamento urbano"




O candidato do PS à Câmara do Porto Santo, nas autárquicas deste ano, Miguel Brito, defende a necessidade premente de se criar um Plano de Requalificação Urbana no Porto Santo, colocando esse desígnio como centro das prioridades pela forma como contribuirá decisivamente para a melhoria da qualidade de vida de toda a ilha.

O candidato referiu, numa conferência de imprensa, que a ilha cresceu de forma dispersa sem planeamento urbano, sublinhado o avançado grau de degradação de habitações e do património histórico.

“O abandono dessas marcas históricas está bem patente no estado atual do centro da cidade. E isto acontece num concelho com um potencial tremendo, que precisa fazer mais para valorizar o seu parque habitacional e património edificado”, frisou.

Miguel Brito considera que a Câmara pode e deve atuar, através da promoção da reabilitação e revitalização do património edificado, sublinhado que um Plano de Requalificação Urbana contribuirá de forma decisiva para a atratividade da cidade. “Acolhendo melhor quem nos visita, criando as condições para revitalizar o comércio”, disse.

Numa nota enviada pelo gabinete socialista de comunicação, Miguel Brito enumera um conjunto de edifícios nucleares, no coração da cidade, como: o museu Casa Colombo, museu Jorge Brum do Canto, edifício da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia, o Tribunal, o antigo edifício da Câmara Municipal, a Igreja Matriz, as esplanadas e a venda das clássicas Lambecas.

3 visualizações