Buscar
  • Duarte Azevedo

Caramanchão e Ponta do Pargo discutem o título mas não sobem


Rácio estabelecido pela DRD em matéria de apoios está preenchido.


A ADC Ponta do Pargo, ao derrotar no sábado o CTM Santa Teresinha por 3-2, venceu a Série Madeira da II Divisão Nacional, em femininos, com uma equipa composta por Catarina Ferreira, Adeola, Inês Relva, Adriana Silva 'cap' e Joana Abreu.

O clube liderado por Gilberto Garrido junta-se, assim, à AD Caramanchão, já vencedora no sector masculino.

Estas duas formações, a da Calheta e a de Machico, vão, no final do corrente mês, disputar o título nacional da II Divisão. Contudo, na próxima época não haverá mais nenhum representante madeirense na I Divisão Nacional para além dos que lá estão - os masculinos com 4 clubes, os femininos com 1 -, dado que o rácio estabelecido pela DRD em matéria de apoios está preenchido.

Aliás, o Ponta do Pargo - na foto - nem tem o direito desportivo de subir uma vez que a equipa principal já se encontra nesse mais alto patamar. Poder-se-ia dar o caso do segundo classificado, CTM Ponta do Sol, assumir a subida mas não é crível que o faça. Desportivamente, o Caramanchão tem direito a ascender à I Divisão mas sem apoios oficiais torna-se difícil perspetivar tal.

As finais da II Divisão, masculina e feminina, estão marcadas para o Pavilhão do Casal Vistoso, em Lisboa, a 28 de maio.

59 visualizações