Buscar
  • Henrique Correia

Carlos Pereira defende um PRR com modelo de governação


Deputado socialista quer que, no curto espaço de tempo possível, os meios disponíveis sejam todos utilizados e bem executados



Um modelo de governação do Plano de Recuperação e Resiliência da Região é o que defende o deputado socialista madeirense na Assembleia da República, Carlos Pereira, para a execução do PRR de modo a permitir que, no curto espaço de tempo possível, os meios disponíveis são todos utilizados e bem executados.

Segundo uma nota do gabinete de comunicação do partido, na ótica do parlamentar, "este modelo de governação deve englobar a criação de uma estrutura de missão, um sistema de informação e ainda uma comissão eventual de acompanhamento do PRR".

Em conferência de imprensa realizada hoje, por via eletrónica, o socialista lembrou que, no âmbito do PRR, do REACT e do próximo quadro financeiro plurianual, a Madeira terá disponíveis «muitas centenas de milhões de euros», pelo que «é preciso nesta altura encontrar um modelo de governação que permita que esses meios sejam bem utilizados e todos utilizados».

Carlos Pereira entende que, em primeiro lugar, este modelo de governação deve ter uma estrutura de missão que reúna as principais prioridades do PRR, apontando o combate às alterações climáticas, as questões relacionadas com a economia, com a habitação, a digitalização e a saúde. «Esta estrutura de missão deve, no quadro do Governo Regional, ter responsabilidades claras para acompanhar a execução do PRR no tempo real», disse.























5 visualizações