top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Carlos Pereira integra inquérito à TAP e reuniu-se com a CEO antes da audição




Alexandra Reis responsabiliza a CEO da TAP pela sua saída e já perguntou à companhia quanto vai devolver dos 500 mil de indemnização, mas ninguém respondeu.




Christine Ourmières-Widener .

Alexandra Reis foi ouvida esta quarta-feira.


Carlos Pereira, deputado socialista madeirense na Assembleia da República, está em "apuros" por causa de uma reunião que manteve com a CEO da TAP antes desta ser ouvida na comissão de inquérito de que o parlamentar faz parte.

Esta revelação foi feita no âmbito da audição de Christine Ourmières-Widener e agitou os comentários políticos com o líder do PSD a pedir a demissão do deputado madeirense, considerando haver um problema de conflito de interesses subjacente à reunião.

"Presentes na mencionada reunião estiveram, ao que se sabe, membros do gabinete do Ministro das Infraestruturas e do gabinete da Ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares. Esteve também presente o deputado do Partido Socialista (PS), Carlos Pereira, coordenador do Grupo Parlamentar do PS na CPI da TAP”, aponta o requerimento apresentado pelo deputado social-democrata Paulo Moniz, antes de começar a questionar Alexandra Reis na audição desta quarta-feira, 5 de abril", refere o Expresso.

Esta quarta-feira, a Comissão ouviu a administradora Alexandra Reis. E foi um dia de revelações, sendo que a atitude de Carlos Pereira voltou a juntar-se aos trabalhos por configurar uma atitude de concluio e de exercício de influência numa empresa e num líder dessa empresa. Mas Carlos Pereira não foi o único a ficar mal. Alexandra Reis diz que foi a CEO da TAP quem lhe transmitiu a intenção e a pressa de despedi-la do cargo e da empresa, o que desse logo justificaria um pedido indemnizatorio. Fica no ar que uma das razões foi uma empresa envolvendo o marido da CEO com quem Alexandra Reis não quis negociar.

“Logo na manhã seguinte, no dia 7 de março, os meus novos advogados contactaram a TAP para o apuramento dos montantes líquidos a devolver”, disse Alexandra Reis aos deputado da comissão de inquérito à TAP esta quarta-feira.



1 visualização

Comments


bottom of page