Buscar
  • Henrique Correia

Casos de Covid-19 "cortam" algumas visitas nos hospitais da Região


Há 85 internados na área Covid-19, com 1 internado nos cuidados intensivos.



A invasão da Ucrânia, por parte da Rússia, tem retirado o foco da Covid-19 também na Madeira, embora a última semana tenha sido de alguma acalmia relativamente ao número de mortos, não se sabe se é uma melhoria efetiva ou se é uma eventual alteração ao critério da causa da morte, uma vez que os números estavam em subida acentuada ao ponto de fevereiro ter sido o pior mês em termos de vítimas mortais.

Neste momento, o que se sabe da pandemia, na Região, é que os casos positivos reportam-se a situações detetadas nas visitas hospitalares, nos lares, situações de saúde e escolas. De facto, sabemos que pelo menos um andar do Hospital Dr. Nélio Mendonça tem visitas suspensas em função de casos positivos, o mesmo acontecendo no Hospital Dr. João da Almada, sendo que os familiares dos doentes internados já foram alertados para essa realidade.

Outro dado preocupante é o aumento do número de internados, um fator que era apontado como determinante para avaliar a evolução da doença. Segundo os últimos dados conhecidos, que se reportam a 1 de março, há 85 internados na área Covid-19, com 1 internado nos cuidados intensivos.

9 visualizações