Buscar
  • Henrique Correia

CDS da Ponta do Sol "não cede os seus valores e os seus princípios"


Deputado municipal Aníbal Garanito releva a expressão que a vereadora Sara Madalena deu ao partido no concelho "mesmo com as dificuldades que só nós sabemos e vocês desconfiam".




Aníbal Garanito foi a voz do CDS na sessão solene do Dia da Ponta do Sol. A voz que deu expressão a uma linha centrista local, que não partilha com a direção regional o mesmo conceito de identidade do partido. Um "braço de ferro" que pendeu para o lado mais forte, o da defesa da coligação, imposta por Rui Barreto. Com um "rasto" de consequências relativamente à estrutura local.

"Poderão estar cientes de que andaremos por aí, sempre por aí, porque nem só de política eleita vive a atitude cívica", avisou o deputado municipal do CDS. Com elogios a Sara Madalena, vereadora, que protagonizou a luta por uma candidatura só CDS, sem ligação ao PSD.

Anibal Garanito relevou a ação de "Sara Madalena, pela sua dedicação, lealdade à causa e ao partido, aos seus princípios e aos nossos, por nos manter unidos nos bons e nos maus momentos e naqueles que estarão por vir, contará sempre connosco. Não esqueçamos o que alcançou na Câmara Municipal, passados muitos anos conseguiu para o nosso partido um feito tão expressivo e que demonstrou uma capacidade de liderança rara que certamente faz impressão a muita gente, contribuiu para uma democracia como nunca aqui se tinha visto, manteve a concelhia unida e leal, mesmo com as dificuldades que só nós sabemos e vocês desconfiam".

O grupo CDS mudança positiva Ponta do Sol, refere, "continua uma equipa coesa, enérgica e trabalhadora que não cede os seus valores, os seus princípios e que tem uma só bandeira: a sua".

Enumerou o contributo do CDS, a boa relação com os vereadores de outros partidos: "Vimos aprovadas várias propostas e recomendações entre as quais a zona de coexistência na Madalena do Mar, o monumento ao combatente, a atribuição de toponímica ao Dr Canha, a construção do Caminho da Cova da Fazenda, a eliminação de uma manifestação de arte desadequada do cais da Ponta do Sol, entre tantas, mas tantas que o tempo não me permitiria enumerar.

Foi neste tom de negociação em prol duma Ponta do Sol melhor que o CDS trabalhou com os demais vereadores, com quem se pautou pela cordialidade e serenidade, quase sempre..."


149 visualizações