Buscar
  • Henrique Correia

Centro de saúde da Calheta sem internamento nem cuidados continuados


PS protesta pela inoperacionalidade destas valências, previstas, um ano depois da inauguração das obras de reabilitação.




O grupo parlamentar do Partido Socialista deu entrada, na Assembleia Legislativa, a um voto de protesto pelo facto de não se encontrarem em funcionamento as valências de internamento e de cuidados continuados no Centro de Saúde da Calheta.

"Passado que está mais de um ano desde a reabilitação daquela infraestrutura, a deputada Sofia Canha considera incompreensível que estas valências continuem a não estar operacionais, com consequentes constrangimentos para a população, atendendo a que os utentes que ali estavam internados foram transferidos para outras localidades da Região e mantêm-se longe das suas famílias".

A reabilitação do Centro de Saúde da Calheta foi financiada por fundos comunitários, através do FEDER, Programa Operacional 14-20, tendo a infraestrutura sido reaberta a 16 de setembro de 2020. Não obstante a intervenção profunda no edifício, a parlamentar socialista constata que continuam a verificar-se várias insuficiências, tais como a falta de uma sala específica para a preparação para o parto.

“Passado mais de um ano, ainda não se encontram em funcionamento todas as valências daquela estrutura de Saúde, em particular as de internamento e de cuidados continuados, tão importantes no apoio aos utentes e às famílias”, critica Sofia Canha, lembrando que, desde março de 2019, os utentes internados foram transferidos para outras unidades da Região, onde permanecem até agora, longe da sua comunidade e da sua família.

5 visualizações