Buscar
  • Henrique Correia

Chegaram testes rápidos para utilizar em surtos


Os testes rápidos são aqueles cujos resultados são obtidos num prazo curto e não necessitam de equipamento laboratorial para serem processados


A secretaria regional de Saúde e Proteção Civil deu conta hoje, numa nota à comunicação social, que foram rececionados 50 mil testes rápidos à COVID-19.

Os testes rápidos de antigénios, transportados para a Região Autónoma da Madeira pelo avião militar, serão utilizados pelas autoridades de Saúde, em eventuais surtos.

"Os testes rápidos são aqueles cujos resultados são obtidos num prazo curto e não necessitam de equipamento laboratorial para serem processados. Regra geral o processamento deste tipo de teste é realizado no próprio local, onde a amostra é colhida", explica a mesma nota.

Os testes detetam o antigénio do SARS- CoV-2, são muito sensíveis e só serão utilizados em contextos muito específicos, nomeadamente em situações de risco conhecida, com o objetivo de identificar casos positivos rapidamente e isolá-los. 

Os 50 mil testes rececionados juntam-se aos três mil testes que a região já disponha desde a semana passada.

5 visualizações