Buscar
  • Henrique Correia

CMF aprova empréstimo de 5 milhões para combater a crise e dissolução da FrenteMar avança

Trabalhadores serão integrados nos quadros da Câmara do Funchal já a partir de 1 de dezembro. Miguel Gouveia alerta que se a proposta de dissolução não passar na Assembleia Municipal os trabalhadores podem ver os seus postos de trabalho em causa



O presidente da Câmara Municipal do Funchal revelou hoje que a Autarquia aprovou, na sua reunião de hoje, o empréstimo de 5 milhões de euros com os votos da Coligação Confiança e abstenção do PSD e do CDS. A verba visa ajudar as famílias, as empresas e as associações, no âmbito da crise provocada pela Covid-19.

Nesta mesma reunião, foi submetida à Assembleia Municipal a dissolução da empresa FrenteMar Funchal, com cinco pontos. Miguel Gouveia diz que a Câmara está a cumprir o que estava identificado, de encerramento da empresa, havendo lugar à cobertura de resultados que ascendem a um milhão de euros de dívidas a fornecedores, credores bancários. Autoridade Fiscal e Segurança Social.

O presidente da Câmara garante que estão salvaguardados os direitos dos 115 trabalhadores, por forma a que sejam integrados nos quadros da Autarquia, já a partir de 1 de dezembro. E revela que o PSD votou contra, considerando que se esta proposta não passar na Assembleia Municipal, onde a Coligação Confiança não tem maioria, poderá significar que os postos de trabalho poderão ficar em causa.

2 visualizações