top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

CMF garante: "Jovens do Funchal vão receber os benefícios fiscais"



Autarquia reage às acusações da Confiança: "Ainda esta semana, a vice-presidente do município, Cristina Pedra, promoveu uma reunião presencial com todos os beneficiários".



A atual liderança de Pedro Calado, na Câmara do Funchal, não gostou nada da forma como a coligação Confiança abordou a devolução dos IMT para os jovens da cidade dizendo que a Autarquia não vai pagar e remeteu quem questionou para a Autoridade Tributária.

A Câmara já emitiu uma nota onde se manifesta incrédula face ao que diz ser "aproveitamento político desavergonhado da oposição na Câmara Municipal do Funchal, revelador apenas da impreparação e oportunismo dos seus protagonistas, que ainda assim se arrogam de “confiança”.

Esclarece a Autarquia que "os jovens do Funchal vão receber os benefícios fiscais, em sede de IMI e IMT, aprovados por esta vereação, na aquisição de habitação própria, cujo valor patrimonial seja inferior a 200 mil euros, tal como definido na sua estratégia fiscal e em regulamento aprovado pela sua Assembleia Municipal".

Neste momento, diz a Câmara, "decorre um período de adaptação/articulação entre as Autoridades Tributárias nacional e regional, até porque estamos a falar de uma medida recente e inovadora, tomada com arrojo por esta vereação, e em contraponto com o marasmo que se verificou nesta autarquia em mandatos anteriores.

Aqueles que são rápidos em apontar o dedo e em levantar dificuldades, são os mesmo que nada fizeram enquanto cá estiveram e que agora tentam desinformar, confundir a opinião pública e semear dúvidas nos jovens beneficiários".

Acrescenta a mesma informação que "ainda esta semana, a vice-presidente do município, Cristina Pedra, promoveu uma reunião presencial com todos os beneficiários, na qual foram explicados os passos que estão a ser dados para agilizar e concretizar todo o procedimento. Todos os jovens que cumpram os requisitos legais beneficiarão dos respetivos benefícios fiscais, pelo que assumimos o compromisso de continuar a trabalhar para aumentar, melhorar e incentivar ainda mais jovens a fixarem residência no Funchal.

Toda esta encenação política só pode ser explicada pelo mediatismo e pela necessidade de palco em período eleitoral, tentativa que esta vereação lamenta e repudia".

8 visualizações

Comentarios


bottom of page