top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Coligação vence mas maioria absoluta não está certa; Prada diz não ao Chega



Projeção da RTP Madeira garante entre 44 e 48% para a coligação, PS com máximo de 21% e JPP como terceira força.




Uma projecção da Universidade Católica para a RTP Madeira dá a vitória da coligação num intervalo de 44 a 48%, o que em mandatos daria de 23 a 26. A previsão mais baixa não garante maioria absoluta, mas o secretário-geral do PSD disse, à RTP-Madeira, que a maioria absoluta vai acontecer mas uma coisa é certa: nada com o Chega.

O cabeça-de-lista do Chega já veio dizer que não há casamento se um dos noivos não quer, mas deixa a porta aberta: somos responsáveis, com este PSD não, mas viemos de um partido sem expressão para um partido com expressão.

O PS teria entre 18 a 21% e de 9 a 12 mandatos, o que confirma a tendência de descida relativamente às eleições de 2019 onde elegeu 19 deputados.

A terceira força política é o JPP com9 a 12% e entre 4 a 6 deputados, sendo que segundo esta projecção o Chega é quarto com 8 a 10% e previsão de 3 a 5 deputados.

A Iniciativa Liberal surge em quinto com 2 a 4% e eleição de 1 deputado. CDU (2 a 3%), BE (2 a 3%) e PAN (1 a 3%) surgem a seguir.

A abstenção deverá situar-se entre 44 e 48%.

5 visualizações

댓글


bottom of page