Buscar
  • Duarte Azevedo

"Compromisso de Honra" de nada vale nas eleições da AFM


Comissão Eleitoral é presidida por Santos Costa


As eleições para a Associação de Futebol da Madeira (AFM) prometem fazer correr muita tinta - para quem está interessado em escalpelizar o assunto... O que é natural atendendo a que, pela primeira vez, há duas listas candidatas, interrompendo a 'hegemonia total' de Rui Marote nos últimos 37 anos com o surgimento de Elmano Santos a disputar a liderança da Direção. Certamente que obstáculos - começaram com a antecipação do ato eleitoral inicialmente anunciado para Março entretanto 'atrasado' para o próximo dia 29 - vão continuar a ser colocados . Recebidas as duas listas, agora é tempo de as analisar pela dita Comissão Eleitoral que é presidida, como regem os Estatutos da AFM, por Santos Costa... que é recandidato a presidente da Assembleia Geral por uma das listas, o caso encabeçada por Rui Marote. Estatutariamente estará correto mas poderá ser este uma situação de 'juiz em causa própria'? Enfim... Não deixa de ser curioso, também, que os candidatos assinando a sua 'Declaração de Aceitação e Conformidade', num claro 'Compromisso de Honra', tal não seja suficiente para preencher os requisitos exigidos por essa Comissão Eleitoral. Se a citada Declaração refere que resido na Madeira mas isso não é suficiente - torna-se imprescindível um documento de 'residência em território nacional'; se na citada Declaração está expelicito que 'sob compromisso de honra, cumprir todas as situações de exigibilidade' isso também não basta... Ou seja, 'o compromisso de Honra' de qualquer e todo o cidadão não tem qualquer valor para quem tem a responsabilidade das eleições na AFM. A dúvida fica: será só para, e parafraseando o Badaró, 'compilicar'...?


5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo