Buscar
  • henriquecorreia196

Concelhia do CDS conclui dez dias depois das eleições que o partido tem mais influência


Gonçalo Pimenta: ""Se o CDS-PP é hoje mais forte e representativo no Funchal isso também se deve ao papel preponderante que o partido tem assumido na governação regional".


A concelhia do CDS Funchal fez um balanço às eleições autárquicas dez dias depois do ato eleitoral, um tempo suficiente para concluir que estes resultados "permitirão que o CDS assuma maior influência e tenha mais capacidade para ver executadas as suas propostas, quer seja na Câmara, na Assembleia Municipal ou nas Assembleias de Freguesia do Funchal”.

Gonçalo Pimenta concluiu mais: "Se o CDS-PP é hoje mais forte e representativo no Funchal, isso também se deve ao papel preponderante que o partido tem assumido na governação regional, personificado pelo líder regional do CDS Madeira e Secretário Regional da Economia, Rui Barreto.

O CDS revelou ter sido "uma reunião muito participada que contou com a presença dos membros da Concelhia e de uma grande parte dos eleitos centristas nas dez freguesias da capital.

O dirigente centrista salientou a vitória expressiva da Coligação PSD/CDS ‘Funchal Sempre à Frente’, que ganhou a grande maioria das Juntas de Freguesia com uma votação clara e expressiva dos funchalenses.

Gonçalo Pimenta referiu que "a vitória no concelho do Funchal, os centristas elegeram mais 12 autarcas em relação a 2017, naquilo que é agora a maior participação autárquica de sempre na capital madeirense. Um vereador (Margarida Pocinho), 5 deputados municipais (eram 3 em 2017) e 22 membros de freguesia (eram 12) que, neste caso, também integrarão o executivo das Juntas".



16 visualizações