top of page
Buscar
  • Henrique Correia

Confiança apresentou 25 propostas de recomendação em 2022


"Assumimos o compromisso de manter, em 2023, o mesmo empenho e determinação, com vista a continuar a procurar soluções para os problemas dos funchalenses".





Os vereadores da Confiança fizeram, após a última reunião de executivo do ano, um balanço do trabalho efectuado em longo de 2022. Na sequência da política de proximidade, da presença assídua nas diversas freguesias do Funchal e dos numerosos contactos com os munícipes, a Confiança apresentou em sede de reunião de Câmara, 25 propostas de recomendação e deliberação no decurso deste ano, que visavam a melhoria da qualidade de vida e segurança dos funchalenses, revela uma nota da Confiança.

“Ao longo deste ano, estivemos sempre próximos dos funchalenses, auscultando as suas preocupações, trabalhamos diariamente no desenvolvimento de propostas que pudessem dar respostas às mais distintas necessidades da Cidade. Na senda do trabalho desenvolvido e na antecâmara do Ano Novo, assumimos o compromisso de manter, em 2023, o mesmo empenho e determinação, com vista a continuar a procurar soluções para os problemas dos funchalenses e cumprir com rigor e responsabilidade o papel de fiel da balança que permitirá ao Município assegurar a equidade de oportunidades a todos os funchalenses, em prol de um Funchal mais próspero e cheio de confiança” refere a vereadora Cláudia Dias Ferreira.

Nesta última reunião do ano, a Confiança apresentou mais uma Proposta de Recomendação, intitulada “Conselho Municipal para a Igualdade de Género”, que visava a promoção de um conjunto de iniciativas, em parceria com as Juntas de Freguesia, os Centros Comunitários, e as Universidades Seniores. Entre estas encontram-se o desenvolvimento de Planos Locais de Prevenção Primária de forma a assegurar a detecção precoce de factores de risco e de situações de violência interpessoal e certificar, perante situações de violência, que exista uma intervenção adequada. Recomenda ainda a prevenção e o combate às múltiplas discriminações, nomeadamente através de parcerias com organizações representativas da comunidade, a implementação de respostas de apoio psicológico a qualquer tipo de violência e o cumprimento da recomendação do Conselho da Europ

3 visualizações
bottom of page