Buscar
  • Henrique Correia

Confinamento parcial até à Páscoa na Madeira; fecha tudo às 18h e recolhe às 19h



Objetivo apontado por Miguel Albuquerque visa a "salvaguarda da Saúde Pública garantindo ao mesmo tempo que a Economia funcione e que continue a funcionar".



O presidente do Governo Regional disse, hoje, à margem da visita às obras nas piscinas do Naval, que têm o nome do antigo nadador olímpico Paulo Camacho, que o confinamento parcial, na Madeira, é para manter até à Páscoa.

Depois desta semana do Carnaval, onde o aperto foi maior, com os estabelecimentos comerciais fechados a partir das 17 horas e o recolhimento às 18, a partir de 22 de fevereiro e até pelo menos à Páscoa, fecha tudo às 18 horas e o recolhimento será às 19 horas, como já vinha acontecendo de segunda a sexta.

"Temos um objetivo comum que é o da contenção da pandemia junto com o funcionamento, ao mesmo tempo, da Economia. Complementado com a garantia da nossa capacidade de resposta hospitalar, tanto em termos de COVID como no que se refere a outras patologias», explicou Miguel Albuquerque.

O chefe do Executivo realçou este como "um desafio, este equilíbrio que estamos a tentar fazer, de salvaguarda da Saúde Pública garantindo ao mesmo tempo que a Economia funcione e que continue a funcionar".











20 visualizações