Buscar
  • Henrique Correia

Conformismo de Calado com ausência de ferry para o Porto Santo em janeiro revolta PS


Miguel Brito e Miguel Iglesias responsabilizam o Governo Regional




Tanto o líder parlamentar do PS, Miguel Iglesias, como o deputado Miguel Brito, candidato socialista no Porto Santo, fizeram coro de críticas às declarações do vice presidente do Governo Regional, esta quinta-feira, no debate potestivo proposto pelo JPP, sobre mobilidade, sobretudo quando Calado pareceu conformado com a ausência de alternativa de substituição para o Lobo Marinho em janeiro, considerando ser uma situação difícil de resolver. Os socialistas entendem que esta passividade é incompreensível para quem tem a tutela do Porto Santo.

Iglesias disse mesmo, no Facebook, que "Pedro Calado não quer navio para o Porto Santo em janeiro. É a grande conclusão que se pode retirar hoje do debate na ALRAM sobre transportes e mobilidade, onde inacreditavelmente (ou não) o vice presidente do Governo Regional afirmou sem qualquer arrependimento que os Porto-Santenses não são prejudicados com a falta de navio durante o mês de janeiro! Vou ver com atenção como é que o candidato do PSD à Câmara de Porto Santo vai defender isto!"

Já Miguel Brito, dirigindo-se a Pedro Calado, considera que "a garantia da continuidade territorial na ligação marítima inter-ilhas é da sua inteira responsabilidade, pelo que é seu dever e obrigação assegurar uma resposta”. O candidato apelou a uma política de transportes transparente e coesa e apontou críticas à postura do Governo Regional, com a conivência da coligação PSD-CDS, que está a prejudicar a ilha do Porto Santo "

O deputado aponta "totais responsabilidades ao Governo Governo Regional pelo facto de não haver ligação marítima para o Porto Santo durante o mês de janeiro, com todas as consequências negativas que isso acarreta para a ilha dourada."

8 visualizações