top of page
Buscar
  • Henrique Correia

Costa usa Twitter para mostrar medidas; aumentos de preços não


Sobre o ordenado mínimo: "Seguimos cumprindo os compromissos assumidos no Acordo de Médio Prazo de Melhoria dos Rendimentos em Concertação Social, em direção aos 900€ em 2026".





O primeiro-ministro António Costa também faz uso das redes sociais como ponto fundamental de comunicação, hoje cada vez mais um meio que ganha vantagem em relação aos meios convencionais.

No Twitter, onde inúmeros políticos comunicam, o líder do governo nacional lembrou algumas das medidas que entraram em vigor neste 1 de janeiro de 2023, designadamente que o salário mínimo nacional que aumenta de 705€ para 760€ (780 na Madeira), um aumento de 7,8%. "Seguimos cumprindo os compromissos assumidos no Acordo de Médio Prazo de Melhoria dos Rendimentos em Concertação Social, em direção aos 900€ em 2026", escreve Costa.

Numa outra publicação, refere que "1,6 milhões de pessoas que recebem estas prestações vão beneficiar do aumento de 8,4% do valor de referência do IAS...Aumentam também as prestações sociais: Complemento Solidário para Idoso, Prestação Social para a Inclusão, Rendimento Social de Inserção, Subsídio Social de Desemprego, e os limites do Abono de Família, do Subsídio de Desemprego e do Subsídio de Doença".

Dos pensionistas, Costa recorda que "com a entrada em 2023, 2,7 milhões de pensionistas vão ter uma atualização das suas pensões mensais. Por exemplo, uma pensão média de 500€ aumenta já em janeiro para 524€. Mais do dobro que os aumentos extraordinários de 10€ que temos tido nos últimos anos".

E ainda pública outras medidas: "Em 2023 o IRC descerá para empresas que criem postos de trabalho, aumentem salários, reforcem o seu capital, invistam em inovação e no interior. Voltamos a descer o IRS para as famílias, que pagarão menos 2000 milhões do que com as regras de 2015...o Governo congelou o preço dos passes dos transportes públicos e dos bilhetes na CP em 2023. Limitou a 2% o aumento das rendas residenciais e comerciais. E adotámos medidas para contrariar os aumentos da eletricidade e do gás".

Do que não fala Costa é dos aumentos dos bens e de quase todos os serviços. Naturalmente...

5 visualizações
bottom of page