Buscar
  • Henrique Correia

Covid-19 já matou 181 pessoas em 168 dias de 2022 na Madeira


Portugal registou, entre 07 e 13 junho, 114.410 infeções pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 256 mortes associadas à covid-19.



Neste contexto de ser importante conviver com o vírus, na maior normalidade como se de uma gripe se tratasse, quando não é efetivamente igual e em muitas pessoas provoca danos associados, bem como leva à morte nos casos extremos, temos um quadro generalizado de aumento de casos em função da nova variante. No País e particularmente na Região, onde morreram, em 24 horas, mais três pessoas.

É neste contexto do novo normal, sem máscara, sem gel, com zero de prevenção, com eventos em cima de eventos e milhares em ajuntamentos, como se o vírus desmobilizasse por portaria regional ou nacional, que os números estão a aumentar. Pois bem, esta "gripe", uma espécie de, sobre a qual nem os médicos conhecem bem, já fez 181 mortes na Madeira em 168 dias de 2022, mais de metade dos números globais de vítimas mortais da pandemia, 315.

Números nacionais apontam que "Portugal registou, entre 07 e 13 junho, 114.410 infeções pelo coronavírus SARS-CoV-2, 256 mortes associadas à covid-19 e uma diminuição dos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos, indicou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Na Madeira, a unidade Covid tem 83 internados e há um internado em cuidados intensivos.


9 visualizações