Buscar
  • Henrique Correia

Dívida do Funchal sobe 1 milhão por mês; receitas cresceram 16,3 milhões

Miguel Gouveia remete para o relatório de atividades e diz que a liderança de Pedro Calado deveria estar a atenuar os efeitos da inflação nas famílias do Funchal.”




Os números foram hoje divulgados pela Confiança remetendo para o relatório municipal de atividades: até ao mês de Agosto, o município cobrou mais 11,4 milhões de euros em impostos directos e mais 4,9 milhões de euros em vendas de bens e serviços, enquanto a dívida tem subido à proporção de um milhão de euros por mês".

Miguel Silva Gouveia disse que "hoje constatamos que os funchalenses estão a pagar um valor recorde em impostos municipais e em contas da água e resíduos, com o actual executivo a arrecadar mais 16 milhões, quando deveria estar a atenuar os efeitos da inflação nas famílias do Funchal.”

O vereador da oposição e ex-presidente da Câmara do Funchal critica o executivo que "tem sido muito expedito na criação artificial de problemas, mas manifestamente incapaz de encontrar soluções para o que verdadeiramente preocupa os funchalenses, gastando rios de dinheiro em propaganda estéril. Enquanto isso, boicotam todo o trabalho da Confiança para travar o empobrecimento dos funchalenses, chumbando as nossas propostas como a devolução do IRS aos trabalhadores, a isenção de rendas aos comerciantes dos mercados, o reforço do Subsídio Municipal ao Arrendamento, a atribuição de Manuais Escolares Gratuitos até o 12º ano ou as Bolsas de Estudo por Mérito. A maioria PSD está empenhada em distribuir um banquete aos ricos e a miséria aos pobres.”, conclui o autarca".


12 visualizações