top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

D. Nuno "resume" Ratzinger: A verdade da Igreja não é apenas escândalos e abusos



"Não é possível ser cristão isolado. No Pentecostes, o Espírito Santo uniu gentes de todos os povos. Não há cristãos sozinhos ou por sua conta, mas sempre numa comunidade".




A Igreja está incomodada com a realidade dos abusos sexuais envolvendo padres de muitas Dioceses, incluindo a do Funchal. O incómodo é notório e naturalmente justificado pelos perigos de "fuga" de fiéis num contexto em que haverá um "divórcio" da Igreja com uma comunidade que é maioritariamente católica, mas onde muitos não são praticantes.

D. Nuno Brás, o Bispo do Funchal, também está incomodado e sabe que as suas declarações recentes dizendo que a Igreja não tem a ver com o que faz cada um dos padres, o que não é bem assim, caíram mal em muitos setores da comunidade que, tal como o Papa Francisco, também acham que não é suficiente, à Igreja, pedir perdão.

O Bispo do Funchal resumou um texto de 1970 "em plena crise do pós-Concílio, do então jovem teólogo Joseph Ratzinger (veio a ser Papa da Igreja Católica, Papa Bento XVIe Bispo de Roma de 19 de abril de 2005 a 28 de fevereiro de 2013) que escrevia um artigo intitulado: “Porquê continuar na Igreja, apesar de tudo?”. As razões que ele então apresentava (e que agora resumo), podem ajudar a muitos, ainda hoje:


  • A Igreja (a comunidade dos cristãos) não é nossa mas de Jesus, e não posso estar próximo de Jesus a não ser por meio da Igreja. Apesar das suas fraquezas, é na Igreja que me encontro com Jesus.

  • Não é possível ser cristão isolado. No Pentecostes, o Espírito Santo uniu gentes de todos os povos. Não há cristãos sozinhos ou por sua conta, mas sempre numa comunidade.

  • A fé não é uma escolha pessoal, não é uma invenção de cada um, uma crença privada. Se assim fosse, deixaria de ser fé cristã.

  • O mundo sem Jesus seria pior. É bom para o mundo e para cada ser humano viver como cristão. Viver em Igreja ajuda-nos a ser melhores.

  • É a cruz que salva o mundo. Um mundo sem sofrimento, sem dificuldades, não existe. Na cruz, Deus fez-se próximo de todos, vive as nossas dificuldades. Só através da cruz posso ser livre, posso ser mais.

  • A verdade da Igreja não é apenas os escândalos e os abusos, mas também a fé forte e santa. Há muitos cristãos que vivem um autêntico e verdadeiro cristianismo.

  • Precisamos da beleza da Igreja, que é esplendor da verdade.

  • Precisamos da Igreja porque gostamos dela como nossa mãe que nos ensina e nos ajuda a mudar positivamente o mundo, transformando-o, fazendo-o melhor em cada dia.

2 visualizações

Comments


bottom of page