top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Defesa de Calado diz que não houve transferência para Miguel Albuquerque




Paulo Sá e Cunha esclarece que o diamante encontrado não é genuino e tem valor "desprezível".



O advogado de Pedro Calado, Paulo Sá e Cunha, diz que não houve qualquer transferência para o Dr. Miguel Albuquerque e o diamante não é genuino mas sintético e produzido por uma empresa da Zona Franca que ofereceu a Calado quando este ali fez u.a visita acompanhado pelo presidente do Governo. O "diamante" é um objeto de valor desprezível.

Relativamente ao tratamento por "chefe" de Calado para Farinha, o advogado diz que depende do relacionamento entre as pessoas.



19 visualizações
bottom of page