Buscar
  • Henrique Correia

Deputado do PSD denuncia "provocações" do PS nos "passos perdidos"



Carlos Rodrigues revela insultos "com os mais vulgares e reles adjectivos numa tentativa vã e infantil de causar um confronto".




Não podemos dizer que seja inédito, mas é claramente motivo de apuramento do sucedido no Parlamento Madeirense, a chamada "casa da democracia", onde há linhas que não podem ser ultrapassadas.

Se assim se passou, não havendo razões para duvidar, o deputado social democrata Carlos Rodrigues veio denunciar publicamente "provocações de deputados socialistas a deputados do PSD". A expressão, por ser forte, se adequadamente aplicada agravidade do sucedido, merece reflexão, não que seja único, mas porque a idade da nossa democracia já deveria ter dado uma maturidade diferente, seja envolvendo deputados do PSD, seja do PS ou de qualquer outro partido.

Carlos Rodrigues denuncia, também utilizando termos que podem "pisar o risco", que "o Partido Socialista é cada vez mais uma nódoa pútrida. As ameaças e provocações constantes, as queixas diárias com vista a condicionar os debates, a prosápia da dupla arrogantemente que os comanda. Ainda hoje, depois do debate, era vê-los refastelados nos sofás dos passos perdidos a lançar provocações a vários de nós, a insultar com os mais vulgares e reles adjectivos numa tentativa vã e infantil de causar um confronto. O PS já só consegue sobreviver nas água residuais da política madeirense".

Face a este quadro, dentro do Parlamento embora fora do plenário, fica a reflexão para José Manuel Rodrigues aconselhar os "seus" deputados a uma contenção. Seja por eventual denúncia excessiva, seja por excessos reais que levaram à denúncia nas redes sociais.

12 visualizações