Buscar
  • Henrique Correia

Descarga de águas residuais na Calheta motiva queixa na Inspeção Ambiental



Sofia Canha: “Esta zona tem uma oferta turística muito relevante para o concelho, nomeadamente, hotéis, restaurantes e praia, sendo que não deve ser posta em causa a qualidade do serviço que se oferece.”





A vereadora do PS Madeira na Câmara Municipal da Calheta Sofia Canha anunciou hoje ter feito uma denúncia de "um atentado ambiental e ameaça à saúde pública, nos serviços de Inspeção Ambiental, decorrente de uma descarga de águas residuais não tratadas, que libertam um cheiro nauseabundo intenso desaguando na foz da ribeira na Serra D'Água, na Vila da Calheta".

Segundo uma nota socialista "esta situação foi constatada no local pelo deputado municipal eleito pelo PS, Magno Jardim, que se mostrou apreensivo e preocupado com uma ocorrência que se repete, tendo, por isso, alertado para o facto e mostrando-se disponível para colaborar".

A também deputada alerta para a necessidade de se apurar a origem da descarga para que se tomem todas as diligências. Sendo esta uma situação recorrente, Sofia Canha receia pelos impactos ambientais e de saúde pública, para além dos económicos, que esta ocorrência possa ter.

“Esta zona tem uma oferta turística muito relevante para o concelho, nomeadamente, hotéis, restaurantes e praia, sendo que não deve ser posta em causa a qualidade do serviço que se oferece.” Refere Sofia Canha que considera que as entidades públicas devem acautelar os investimentos privados monitorando e fiscalizando de forma adequada os crimes ambientais para que estes não se repitam.

4 visualizações