Buscar
  • Henrique Correia

Diagnóstico social do Funchal valida medidas já em curso, diz Miguel Gouveia



Entre as áreas apontadas estão a comparticipação Municipal na Aquisição de Medicamentos para Idosos; o Subsídio Municipal ao Arrendamento; os Programas de Formação e Ocupação em Contexto de Trabalho, as Bolsas de Estudo...




A Câmara Municipal do Funchal fez um diagnóstico social da cidade e concluiu que as áreas identificadas já eram alvo de intervenção por parte da Autarquia, pelo que o documento vem validar a estratégia e contribuir para a melhoria desse trabalho que já está no terreno. O diagnóstico foi apresentado hoje.

Alguns exemplos dessas medidas são: a Comparticipação Municipal na Aquisição de Medicamentos para Idosos; o Subsídio Municipal ao Arrendamento; os Programas de Formação e Ocupação em Contexto de Trabalho, as Bolsas de Estudo Universitárias; entrega de tablets e internet aos alunos; e a Atribuição de Manuais Escolares gratuitos.

Miguel Silva Gouveia, o presidente da CMF, conclui que “a realidade que hoje constatamos, dá para perceber que as áreas identificadas são áreas onde já estamos a trabalhar, o que significa que não vamos começar do zero, mas é sempre possível melhorar. Como tal, é isso que vamos procurar fazer, resolvendo um problema que nos aflige a todos e que é da responsabilidade de todos. Espero que consigamos ir, em conjunto, ao encontro desse objetivo idílico de ter uma sociedade sem pobreza.”


1 visualização

Posts recentes

Ver tudo