Buscar
  • Henrique Correia

Dinarte "ignora" vereador do PSD; tensão local entre parceiros regionais


Estes momentos de fricção entre os dois partidos representam uma exceção do entendimento que vai levá-los à renovação da coligação regional tendo em vista as eleições de 2023.



O vereador do PSD veio a público queixar-se do presidente da Câmara de Santana, como se sabe Dinarte Fernandes, do CDS. O motivo, segundo o social democrata João Paulo Luís, prende-se com a convocação de uma reunião extraordinária sem que o vereador laranja recebesse qualquer informação nesse sentido, o que levou este a um posicionamento público estranhando essa atitude da Autarquia centrista, das poucas onde o CDS e o PSD concorreram sozinhos. "A Câmara de Santana realiza reunião extraordinária sem convocar o vereador do PSD", lamenta João Paulo Luís.

O vereador deu conta da existência de um "desrespeito pelas regras de funcionamento das reuniões, o que por si só seria motivo para que a reunião fosse considerada ilegal. O social democrata explica as razões de não ir por esse caminho do confronto, uma vez que esta solução iria atrasar ainda mais os apoios às associações. A tensão entre adversários locais e parceiros regionais já não dá para esconder, sendo que Dinarte, o presidente da Câmara de Santana, nunca foi propriamente um adepto desta coligação regional, opôs-se mesmo a um acordo local e sempre manifestou opinião contrária à dos líderes regionais do partido.

Estes momentos de fricção entre os dois partidos representam uma exceção do entendimento que vai levá-los à renovação da coligação regional tendo em vista as eleições regionais de 2023. Nem Albuquerque nem Barreto querem esta exposição pública de descontentamento, mas onde não vão coligados fica difícil travar reações a excessos e provocações.




16 visualizações