top of page
Buscar
  • Henrique Correia

Dinis Ramos no lugar de Sérgio Marques e CDS até pode voltar ao Parlamento


Se Dinis Ramos avançar, Gonçalo Santos (CDS), em quinto na lista, poderá substituir Patrícia Dantas nas ausências por razões do processo judicial, como tem acontecido até agora com o vice da JSD-M.




A renúncia de Sérgio Marques no cargo de deputado na Assembleia da República, eleito pela Madeira na lista do PSD-M, resulta numa alteração de lugares no Parlamento Nacional, sendo que pela mera análise da opção relativamente candidato que se segue, é Dinis Ramos, um jovem da "jota" quem foi em quarto lugar.

Nas últimas legislativas nacionais, o PSD Madeira elegeu três deputados, designadamente Sérgio Marques, Sara Madruga da Costa e Patrícia Dantas. O vice da Juventude Social Democrata Madeira foi o candidato em quarto lugar, pelo que em condições normais e se não houver outra indicação por parte do líder do PSD-M, Miguel Albuquerque, será Dinis Ramos a ocupar o lugar.

O jovem advogado recebeu, em dezembro de 2022 a cédula profissional no Conselho Regional da Madeira da Ordem dos Advogados.

Acontece que neste processo agora desencadeado pela saída de Sérgio Marques, existem algumas condições que, estando reunidas, poderão permitir o regresso do CDS ao Parlamento da República, através do candidato da coligação PSD-CDS Madeira Gonçalo Santos, que foi em sexto lugar na lista em nome do CDS.

De facto, Dinis Ramos já tem ocupado o lugar de Patrícia Dantas quando esta se ausenta por razões que têm a ver com sessões de tribunal no âmbito dos processos que enfrenta. Futuramente, se Dinis Ramos entrar para o lugar de Sérgio, Patrícia Dantas poderá ser, nas ausências, substituída por Gonçalo Santos, do CDS, partido que por esta via regressava, a espaços, ao Parlamento Nacional, onde perdeu representatividade.


46 visualizações
bottom of page