top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Dirigentes esperam e desesperam por subsídios que demoram a chegar



"O apoio do GR é fundamental na afirmação do desporto da Madeira a nível nacional e acho que todos os dirigentes desportivos isso reconhecem e agradecem. Acontece que temos que esperar para receber essas verbas por vezes 9 meses . . . 1 ano".




Gilberto Garrido é dirigente desportivo, lidera a ADC Ponta do Pargo. Foi deputado do PSD e nunca escondeu, nem esconde, a ligação que vem do tempo do PPD, o que também não o impede de trazer a público algumas preocupações, transversais a todos os dirigentes e a todos os clubes, de que a tardia chegada dos apoios do Governo é a expressão máxima tal é a dependência das colectividades para manter as portas abertas e a competição em curso.

Gilberto Garrido fez hoje uma publicação, na sua página do Facebook, onde faz um apelo ao novo Governo de Miguel Albuquerque no sentido de aproveitar o facto de ser novo e ter tomado posse há pouco tempo para canalizar os apoios em menos tempo do que é habitual acontecer, uma longa espera de nove meses a um ano. Reconhece a mais valia desses apoios e a boa vontade do Governo, mas o desespero da espera coloca as colectividades em aflição de tesouraria.

Confira o que escreve o dirigente:


"Sou diretor desportivo desde muito jovem. Entre outras associações colaborei com a AFM, com a ABRAM, e agora com a AXRAM. Fui sempre diretor de diversos Clubes, como até agora. Pela longa experiencia vivida, tenho o dever de saber o que digo. Todos me conhecem a sabem da minha ligação ao PSD, mas isso não me impede de pensar e falar sobre os temas que me dizem respeito e que convivo no dia-a-dia.

Neste apontamento falo sobre os subsídios do Governo Regional e a demora na transferência das verbas para os clubes.

Sabemos que o apoio do GR é fundamental na afirmação do desporto da Madeira a nível nacional e acho que todos os dirigentes desportivos isso reconhecem e agradecem.

Acontece que temos que esperar para receber essas verbas por vezes 9 meses . . . 1 ano.

E isso torna a vida dos dirigentes desportivos cada vez mais aflitiva, tendo normalmente que adiantar pessoalmente as verbas necessárias, Deus sabe com que dificuldades. Que seriam dos Clubes se não fossem os cartões de crédito dos dirigentes?

Sugiro que com um Governo novo, que acaba de tomar posse, se possa melhorar, baixar esse tempo de espera. Acho que no máximo 6 meses deveria ser o tempo necessário e suficiente para apurar as despesas e ressarcir os Clubes do dinheiro adiantado, do dinheiro gasto.

Fica o pedido, cheio de boa vontade".


29 visualizações

Comments


bottom of page