Buscar
  • Henrique Correia

Dissolução da FrenteMar volta à Assembleia Municipal com propostas da oposição

Foi aprovado o recrutamento de mais 6 Técnicos Superiores para os quadros da Câmara Municipal do Funchal, 3 arquitetos e 3 engenheiros civis


Nova proposta de dissolução da empresa FrenteMar Funchal e o recrutamento de três arquitetos e três engenheiros civis, foram assuntos aprovados hoje em reunião de Câmara. A Autarquia leva a segunda proposta à Assembleia, já com as alterações defendidas pela oposição e que motivaram o chumbo da primeira tentativa.

O presidente da Câmara lembra que foi aprovada para submissão a Assembleia Municipal a segunda proposta de dissolução da empresa Frente MarFunchal. A proposta será levada a debate em breve numa sessão extraordinária da Assembleia Municipal. 

Miguel Silva Gouveia explicou que “hoje apresentamos uma nova proposta para a dissolução da empresa que contempla as exigências dos partidos com representação na Assembleia Municipal. Estamos a fazer tudo o que é possível para que, através da cooperação e do diálogo, possamos em breve ver reunidas as condições para que estes trabalhadores possam sair da incerteza em que ficaram mergulhados, depois de chumbada a primeira proposta, e possam ser integrados nos quadros da Câmara Municipal do Funchal já no dia 1 de janeiro de 2021.” Foi igualmente aprovado o recrutamento de mais 6 Técnicos Superiores para os quadros da Câmara Municipal do Funchal, nomeadamente 3 arquitetos e 3 engenheiros civis, que irão reforçar as equipas das áreas do Urbanismo, Protecção Civil e Departamento. O autarca comunicou que foram também submetidos a consulta pública dois regulamentos, um para revisão do Prémio Literário Cidade do Funchal, Edmundo Bettencourt, e outro para as Bolsas de Criação Artística do Município do Funchal, que a Autarquia pretende incluir na candidatura a Capital Europeia da Cultura, e que permitirá ao Funchal “acolher alguns artistas e o seu trabalho na nossa cidade, procurando desta forma que se juntem aos talentos regionais e deem um novo impulso à arte, colocando o nome do Funchal no panorama europeu.” 

4 visualizações