Buscar
  • Henrique Correia

Encarregados de educação têm falta justificada mas não ganham o dia; JPP questiona


"O JPP questiona o Governo se estes encarregados de educação terão garantias de pagamento, sobretudo os que estão no setor privado"



O partido Juntos Pelo Povo trouxe a público, hoje, a incerteza que existe relativamente à situação de encarregados de educação que nos concelhos em que houve encerramento temporário de escolas, foram obrigados a ficar em casa acompanhando filhos menores.

Élvio Sousa lembra que tanto o presidente do Governo como a própria resolução, garantiam justificação de faltas, mas “as entidades patronais estão a informar os empregadores que as faltas serão justificadas, mediante apresentação de documento comprovativo de que a escola do filho menor esteve encerrada. Todavia, essa justificação é aceite mediante apresentação do documento, mas os encarregados de educação estão a ser informados que perderão a remuneração respetiva”, destacou o líder parlamentar. Mediante as várias questões colocadas pelos pais, e pela natureza dos regulamentos emanados pelo Governo Regional que “não tem poder legislativo, o JPP questiona o Governo se estes encarregados de educação terão garantias de pagamento, sobretudo os que estão no setor privado?”.

9 visualizações