Buscar
  • Henrique Correia

Escolas da Madeira preparam-se para nova lógica de organização

Foram criadas duas linhas de atendimento no serviço de bar dos alunos; neste ano letivo, não serão disponibilizados cacifos para os alunos



O secretário regional de Educação, Ciência e Tecnologia, Jorge Carvalho, deslocou-se, esta quarta-feira (9 de setembro), à EB23 do Caniço, onde presenciou a chegada dos alunos de 5.º ano à escola e se inteirou dos procedimentos de prevenção à COVID-19 adotados por aquele estabelecimento de ensino.

Seguindo as orientações e recomendações emanadas pela SRE, bem como pelas instituições de saúde regionais e nacionais, a escola reorganizou-se e criou condições para que o arranque do ano letivo ocorresse com tranquilidade para os alunos e famílias, docentes e toda a comunidade educativa.

Algumas medidas adotadas para promover a segurança e bem-estar de toda a comunidade escolar foram:

- entrada dos alunos na escola com máscara, desinfeção das mãos e percurso até à sala de aula respeitando a sinalética de circulação;

- uso da máscara obrigatório em todo o espaço escolar. Em caso de esquecimento, é possível adquirir uma máscara na portaria;

- os horários de entrada e de saída são diferenciados, evitando concentrações de alunos (ver tabela);

HORÁRIOS DE ENTRADA HORÁRIOS DE SAÍDA

6.º ANO

8h00 12h55


8.º E 9.º ANOS

8h20 13h15


5.º ANO

13h20 18h15


7.º ANO

13h40 18h30

- os intervalos serão mais curtos (15 minutos para o lanche; 10 minutos para os restantes), desencontrados entre alunos dos 2.º e do 3.º ciclos, de modo a evitar aglomerados nos espaços comuns, e confinados a zonas específicas nos recreios;

- foram criadas duas linhas de atendimento no serviço de bar dos alunos;

- é disponibilizado gel desinfetante em diferentes pontos da escola (entrada, corredores, bares, cantina, sala de professores, sala de funcionários);

- as salas, corrimãos, maçanetas de portas e teclados de computadores serão frequentemente higienizados;

- neste ano letivo, não serão disponibilizados cacifos para os alunos;

- a circulação nos corredores e diferentes espaços na escola deverá ser feita sempre pela direita, conforme a sinalética. Na eventualidade de um atraso do professor, os alunos não poderão esperar nos corredores; entrarão na sala, ocuparão o seu lugar e aguardarão sentados;

- as janelas e porta da sala de aula serão mantidas abertas (para que se mantenha arejada); os lugares dos alunos serão fixos; os alunos não devem circular dentro da sala;

- no final dos turnos, e sempre que haja mudança de turma numa sala, esta será desinfetada e higienizada;

Esta panóplia de medidas assegura o normal funcionamento da escola e permite que todos os elementos afetos ao estabelecimento de ensino se sintam seguros e possam desempenhar da melhor forma as suas funções.

Depois de um processo de entrada dos alunos e de receção por parte dos diretores de turma que decorreu tal qual planeado e com tranquilidade, o presidente do conselho executivo, Armando Morgado, manifestou confiança para o arranque do ano letivo nesta escola com cerca de 1070 alunos e 53 turmas (do 5.º ao 9.º ano).

«Correu bem. De manhã tivemos os alunos de 6.º ano e de tarde os de 5.º ano. Foi-lhes explicada esta nova lógica de organização, as regras, os horários, a circulação na escola, etc.», resumiu o professor, garantindo que toda a comunidade escolar está confiante. «A nossa perspetiva é positiva. Vamos trabalhar para que as coisas corram da melhor maneira, que os nossos alunos sejam capazes de recuperar as aprendizagens que possam ter ficado para trás e tenham bons resultados. Tendo em conta que na Região a pandemia não ganhou a dimensão registada noutras regiões, estou confiante que tudo decorrerá dentro da normalidade possível», concluiu Armando Morgado

5 visualizações