Buscar
  • Henrique Correia

Estado de emergência superior a 15 dias terá apoio do PS, PSD e CDS; a decisão é de Marcelo

Também todos (PS, PSD e CDS) estão de acordo relativamente à necessidade de haver um estado de emergência diferente do anterior, menos abrangente e dentro do estritamente necessário.

O estado de emergência superior a 15 dias, como foi solicitado hoje pelo primeiro-ministro ao Presidente da República, já tem apoio garantido do PS, PSD e CDS. Todos reconhecem a necessidade de meios jurídicos que permitam tomar medidas de prevenção contra a Covid-19, sobretudo em matéria de circulação em concelhos de maior incidência da doença.

António Costa diz que é importante ter meios legais para atuar em matéria de circulação, em determinados momentos, por exemplo entre as 23 e as 6 horas, bem como num qualquer outro contexto. Reconhece que decretar o recolher obrigatório aos fins de semana é excessivo, mas admite medidas para conter esta vaga que já está a bater recordes no número de mortos e no número de infetados.

Mas neste processo, também todos estão de acordo relativamente à necessidade de haver um estado de emergência diferente do anterior, menos abrangente e dentro do estritamente necessário.

O PCP mostrou-se reticente quanto ao recurso s esta medida e diz que essa não é a solução para o problemas, que deve ser encarado do ponto de vista da prevenção e não da repressão. Bloco de Esquerda, Iniciativa Liberal e Chega esperam para ver os contéudos da proposta.


7 visualizações