top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Exonerados a mês e meio de eleições: responsabilidade é dos secretários



Miguel Albuquerque nega interferências na decisão de Rafaela Fernandes de exonerar três membros do seu gabinete, um deles apoiante assumido de Manuel António nas recentes internas do PSD-M.




O presidente do Governo Regional da Madeira rejeitou hoje qualquer interferência ou diligência no processo que levou à exoneração de três membros do gabinete da secretária regional da Agricultura e Ambiente, Rafaela Fernandes, sendo que um dos exonerados é o adjunto António Trindade, que foi apoiante de Manuel António contra Albuquerque nas recentes eleições internas.

O líder do Governo e do PSD-M garante que "o partido está unido" e diz que "o problema, que não é problema, tem a ver com os cargos de nomeação política, de confiança política, da exclusiva responsabilidade de cada secretário regional".

Relativamente a um eventual encontro com Manuel António Correia, o líder do PSD-M diz que um dia destes isso vai acontecer, mas não adiantou mais pormenores.

As declarações de Albuquerque foram feitas numa visita que fez à sede da nova Direção Regional de Transportes Terrestres, onde revelou que "a Madeira já emitiu, desde a implementação do passe gratuito para maiores de 65 anos e para estudantes com idade até aos 23 anos, em janeiro de 2024, mais de 71 mil daqueles passes. Daqueles, 26 mil foram a estudantes e 45 mil a maiores de 65 anos. A estes mais de 71 mil juntam-se mais cerca de seis mil: para antigos combatentes e para pensionistas e pessoas com invalidez. Ou seja, um total de 77 mil passes gratuitos. Segundo Miguel Albuquerque, o investimento global nos passes é de 14,5 milhões de euros.

257 visualizações

Comentários


bottom of page