Buscar
  • Duarte Azevedo

Federação de Voleibol coloca equipas madeirenses diretamente na luta pela subida à I Divisão

Assim sendo, formações insulares ficam sem jogar até Março


A decisão foi tomada por unanimidade pela direção da Federação Portuguesa de Voleibol (FPV), apontando que as equipas madeirenses que militam no Campeonato Nacional da II Divisão - Marítimo em masculinos e CS Madeira em femininos - só voltam a jogar em Março, integradas na fase que vai determinar as subidas à I Divisão.

Uma posição tomada em 9 de Dezembro mas só agora divulgada, e que se prende com a determinação do Governo Regional da Madeira em suspender a participação em todas as competições não profissionais, numa medida de contenção da pandemia do COVID-19. Suspensão para já até 7 de Janeiro só que, como refere o comunicado da FPV, não há a certeza de que a mesma medida venha a ter continuidade.

Já com muitos jogos por realizar - recorde-se, por exemplo, que o CS Madeira ainda não efetuou qualquer partida, e o Marítimo só fez um -, entendeu então a FPV que esta seria a melhor solução para resolver o caso. O que se apresenta com duas leituras: se, por um lado, as formações madeirenses passam para a fase que irá decidir quem sobe de divisão com outras cinco equipas, como era previsível acontecer se fosse permitido participar na 1ª fase, há o negativo de tanto Marítimo como Madeira ficarem sem competição largos meses, provavelmente até Março.

Situação favorável? Desfavorável? Só os resultados o irão esclarecer mas, para já, não deve ser fácil aguentar tanto tempo sem competir...

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo