Buscar
  • Henrique Correia

Finalmente, aquele abraço...


As visitas aos lares foram retomadas hoje. Um momento de grande significado para a relação com uma população vulnerável




Foi das consequências mais difíceis da pandemia, a impossibilidade das visitas aos lares, por razões de segurança face à Covid-19. Uma população vulnerável, carente, que deixava, repentinamente, de poder receber a visita dos familiares. Hoje, na Região, foi aquele dia em que pode ser retomado aquele abraço. Com medidas, com regras, mas com muita esperança.

No âmbito dessa retoma de visitas aos lares, a secretária regional de Inclusão Social e Cidadania, Augusta Aguiar, esteve presente, hoje, no Estabelecimento Santa Isabel, acompanhada pela presidente do Instituto de Segurança Social da Madeira, Micaela Freitas, como refere uma nota publicada pelo Governo.

A informação lembra que "todas as visitas terão de ter agendamento prévio, devendo ser cumpridas todas as medidas de distanciamento físico, etiqueta respiratória, higienização das mãos e utilização adequada de máscara cirúrgica".

Augusta Aguiar realça que “este dia é importante, sendo uma janela de esperança para os nossos idosos residentes em lares e seus familiares. Apesar de, nos períodos em que as visitas estiveram suspensas, por motivos de força maior e com o objetivo de proteger a saúde dos utentes mais vulneráveis destas instituições, terem sido sempre asseguradas formas de contacto alternativas, através de vídeo chamada, telefone, entre outros, esta retoma de visitas trará com certeza um novo ânimo face à possibilidade de voltarem a ter contacto presencial. Esta reabertura será feita com a maior cautela, observando todas as medidas preventivas, e acompanhada de perto, de forma a proteger os nossos utentes e colaboradores. Sabemos que ainda são passos pequenos mas privilegiamos a segurança e proteção dos idosos, para que se continue com confiança este caminho no sentido de cada vez maior número e duração das visitas.”

5 visualizações